SUM 41 BRASIL REVIEW – SHOW/ ENCONTRO COM O SUM 41

Eles chegaram no domingo de manhã em Bogotá, lá pelas 10 da manhã, vi algumas fotos do Cone e do Deryck com os fãs no aeroporto (fiquei com inveja, admito). Nem acreditei quando vi as atualizações nas redes sociais do Cone e do Tom, que eles passearam pelo Cerro de Monserrate, eu estive perto deles o dia todo, passeando pela La Candelaria e o destino não nos juntou, que falta de sorte – se eu tivesse um wifi na hora poderia ter me dado bem – me senti muito mal por eles estarem tão perto e ao mesmo tempo tão longe de mim. Ainda stalkeando pelo instagram e twitter vi que a noite eles foram para um bar, somente o Cone e o Tom com o resto da produção da banda, inclusive o Dan Moyse.

Na segunda, como o show seria só a noite, acordei bem cedo e fui passear por Bogotá, torcendo para que a sorte estivesse do meu lado dessa vez, mas depois de horas desisti e voltei para o meu Hotel para descansar para o show, aproveitei o WiFi para stalkear mais um pouco o Sum 41. Vi um comentário em uma foto de um fã com o Cone sobre o hotel em que eles estavam. Corri no twitter e perguntei para o @Sum41Colombia se era mesmo aquele hotel, e ai veio a melhor resposta, sim eles estavam naquele hotel!

Mandei uma mensagem para o e fomos correndo para o hotel onde o Sum 41 estava hospedado. Tinha poucos fãs de outras bandas que também estavam hospedados lá aguardando para tirar fotos. Meio tímidos, entramos no hall do hotel e ficamos esperando alguém da banda aparecer. Acho que esperamos 1 hora, até o Deryck descer com a Ari e mais dois caras que estavam filmando (talvez para um update no canal do youtube da banda ou no pledgemusic) aproveitei para gritar um SUM 41 BRASIL!!! Ele passou muito rápido pela gente e só deu um tchau de longe. Ele tinha descido para dar uma entrevista, do lado de fora do hotel dava para ver ele, onde tirei vários cliques, tremendo de nervoso por ter visto ele, e descobri que o pessoal do @Sum41Colombia também estava lá, e ficamos conversando até o Deryck terminar a entrevista, eles falaram que mais cedo o Tom e o Cone tinha descido para almoçar e pararam para tirar algumas fotos com eles.

Depois da entrevista o Deryck voltou para o hall do Hotel e consegui minha tão esperada foto (tremida pela emoção) e fiz alguns vídeos dele atendendo os fãs, na hora minha cabeça quase explode, não conseguia mais falar inglês, espanhol e nem português direito, o Guilherme me ajudou muito nessa hora. Passou alguns segundos e o Deryck voltou para o quarto. A Ari ficou na entrada do hotel fumando seu cigarro como se nada tivesse acontecido, então eu e o Guilherme fomos nos apresentar para ela e tiramos fotos, conversamos um pouco, falamos que viajamos do Brasil até Bogotá só para ver a banda, e que estávamos esperando a banda descer para tirar foto com a gente, ela foi muito gentil e até emprestou o isqueiro para o Guilherme haha Não gravamos nada da conversa, nem lembramos disso na hora.

Depois de mais algumas horas, e de fazer mais algumas amizades com os fãs colombianos, o Dan Moyse apareceu! Ele veio na minha direção, ele sabia quem eu era e me cumprimentou *—*

Para quem não conhece o Dan, ele é amigo e trabalha com a banda desde o começo da carreira deles, ele é o Drum Tech e Tour Manager do Sum 41. E antes de ir para o hotel deles eu mandei uma mensagem no facebook dele para ele me ajudar a conhecer a banda. Eu tenho uma página no facebook dedicada a ele, Dan MoyseFans e conversamos por lá algumas vezes.

Ele foi muito atencioso, perguntou como foi minha viagem até Bogotá, se eu estava cansada e que era um prazer me conhecer, ganhei até um ‘HI FIVE’. Tirei algumas fotos e ele saiu para comprar comida. Quando ele voltou perguntamos se ele sabia que horas a banda ia descer, e ele disse rindo que não sabia, mas que era pra gente esperar mais um pouco.

A Ari desceu mais uma vez para fumar e fizemos a mesma pergunta, ela disse que as 17h iam partir para o show. Então no total esperamos 3h horas. O Tom desceu primeiro e ficou no celular, até que o Guilherme acenou para ele e o Tom rindo pediu para gente esperar um pouco. Depois desceu o Cone, o Deryck e a Ari com o pessoal da produção da banda. Passaram muito rápido para o ônibus que esperavam eles, consegui uma foto tremida do Cone, e o Tom parou para tirar foto com a gente. Sai correndo para poder tirar foto com o Cone, mas ele já tinha entrado no ônibus, só consegui pela janela mesmo.

Eu e o Guilherme fomos com mais 4 colombianos em um táxi para o show. Ainda faltava muito tempo para eles tocarem, mas nosso plano era conseguir chegar o mais próximo possível da grade. Depois de ouvirmos 3 bandas com muito empurra, bate cabeça e chuva, chegou a hora do Sum 41! A intro foi TNT do AC DC, e depois começou com Motivation. Nessa hora nem dava pra gravar ou tirar foto, estava tendo um bate cabeça a cada 5 min do nosso lado, foi muito violento o negocio. No total foram 13 músicas, com um cover cantado pelo Tom, da música “Ruby Soho” do Rancid, e algumas músicas do Metallica como em todo show tem.

Cantaram pelo menos 2 ou 3 músicas de cada álbum, minhas gravações ficaram ruins pelo fato de estar do lado do bate cabeça, e algumas fotos tremidas, mas foi o melhor show da minha vida, perdi a voz de tanto gritar e cantar, e notei que muitas pessoas ao meu redor não conheciam as letras das músicas, só cantaram mesmo Fat Lip e Still Waiting. Depois do show, estávamos acabados e cansados, desistimos de ir para o hotel deles de novo e ficamos vagando procurando um táxi para cada um seguir para o seu hotel, no outro dia tinha que acordar as 7h para ir para o aeroporto e ir embora. O Sum 41 ia embora no mesmo dia que eu para o Canadá (próximo show deles é em Quebec dia 21), mas vi os horários dos vôos e o Air Canadá só ia decolar as 14h30 e o meu vôo era meio dia, então não tive a oportunidade de vê-los novamente. Assim que sair vídeos, fotos do show e entrevista eu atualizo aqui para vocês.

Segue a setlist do show:

T.N.T. (AC/DC song)
Motivation
Over My Head (Better Off Dead)
The Hell Song
Ruby Soho (Rancid cover)
We’re All to Blame
Underclass Hero
Walking Disaster
Screaming Bloody Murder
Welcome to Hell
For Whom the Bell Tolls / Enter Sandman / Master of Puppets (Metallica cover)
Still Waiting
In Too Deep
Fat Lip

Você pode conferir todas as fotos desse encontro em nossa galeria, clicando AQUI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: