#SUPERPOST Compilado de três entrevistas com o Cone (Julho/Agosto)

tab_width

Compilado de três entrevistas com o Cone – para os sites knac.com / keypercussion.com / firstorderhistorians.com/ – do mês de julho/agosto, destaquei os pontos mais importantes de cada uma sobre novas músicas, novo álbum e o futuro da banda:

1° keypercussion.com entrevista Cone:

– Vocês acabam de lançar uma campanha no Pledgemusic para o seu álbum de retorno, que parece estar indo bem, por que vocês decidiram usar um crowdfund para o seu mais recente álbum?

Cone: Sempre fomos muito perto dos nossos fãs e fazemos um monte de vídeos on-line para mostrar-lhes uma visão sobre a nossa banda, no estúdio, e em tour. Nós fizemos esse tipo de coisa antes no Youtube. Nós costumávamos distribuir fitas VHS de nós em turnê (haha). Portanto, esta é apenas uma outra grande maneira dos fãs começar a ver o que estamos fazendo e também obter algumas coisas interessantes ao longo do caminho.

– Vocês alteram o seu som para quase cada álbum, como soará este novo álbum?

Cone: Este vai ser muito agressivo, hard rock em seu rosto. Riffs impressionantes, melodias cativantes e batidas rápidas. É Sum 41.

– Tem alguma coisa que você pode nos dar do álbum ou alguns nomes de músicas para dar aos seus fãs, uma ideia do que vai ser?

Cone: Estamos meio que na fase em que o Deryck trabalha em títulos de trabalho para as músicas agora. As 5 ou 6 músicas que eu gravei no baixo até agora têm nomes, mas eu não tenho certeza se elas terão esses nomes no futuro. Há canções como “Nightmare” e ” “Goddamn I’m Dead Again”. Eu gosto desses títulos, mas não estou totalmente certo se eles serão os títulos finais.
—————————————————————————————————

2° firstorderhistorians.com entrevista Cone:

– Você pode nos contar um pouco sobre a série de eventos que levaram ao retorno de Dave Baksh para o Sum 41?

Cone: Após Deryck sair do hospital, Dave voou para vê-lo. Nem Deryck ou eu realmente tinha visto Dave em um longo tempo. Deryck me telefonou algumas semanas depois e disse que ele teve uma ideia para trazer Dave de volta para os AP Awards. Tom, Deryck e eu todos conversamos sobre isso e pensamos que seria divertido, assim aconteceu. Dave estava fora da banda por 10 anos, isso realmente nunca me passou pela mente, ele iria tocar com a gente de novo, mas foi divertido e nossos fãs gostaram muito também o que é a coisa principal.

– O que a música que a banda está trabalhando atualmente tem de diferente das músicas que estão no “Screaming Bloody Murder”? O álbum tem um tema geral, qual o assunto dele?

Cone: Bem, a vibe vai ser pesada, semelhante ao Screaming Bloody Murder, mas as canções parecem ser um pouco mais ao ponto. Este novo álbum até agora parece muito com um Sum 41 energético e vai ser um grande álbum para tocar ao vivo. Deryck ainda está escrevendo as letras, de modo que o assunto ainda é desconhecido para mim …

– Com Deryck bem e tendo uma perspectiva muito positiva sobre a sua saúde e para o futuro do grupo, você acha o Sum 41 nunca vai fazer outro registro tão escuro como “Chuck”?

Cone: Eu acho que Scream Bloody Murder teve alguns momentos realmente escuros, e este novo tem alguns momentos escuros também. Eu realmente acho que Scream Bloody Murder era mais escuro e mais pesado, em seguida, Chuck, mas talvez isso é só comigo … Então, sim, eu acho que vai …

– Se tornando pai mudou a maneira de ver o compromisso que você tem, o lado comercial da indústria da música que diz respeito a uma extensa turnê e assim por diante? Qual foi a emoção mais inesperada ao longo dos primeiros oito meses com o seu filho?

Cone: Essa é uma pergunta difícil de responder, porque nós realmente não começamos a viajar tanto ainda. Eu estou supondo que eu vou ser como qualquer outro pai músico que se preocupa com seu filho, eu vou sentir muita falta do meu filho quando eu sair, mas eu ainda amo fazer o que eu faço, e vou continuar a fazer e apenas ser o melhor pai que posso ser quando estou em casa.

– Há alguma possibilidade de ouvir novas músicas do Operation MD antes do final do ano?

Cone: Sim! Estamos lançando uma nova música chamada “Like Everyone Else” nas próximas semanas. Era uma canção que gravamos em 2009 -, mas ficou para fora do nosso álbum Birds + Bee Stings por razões diferentes – mas eu sempre amei essa música e estou feliz que ela será lançada agora. Também vamos lançar outra música ao redor do final do ano. Eu tive muita diversão fazendo o Operation MD com o Todd Morse. Nós não tocamos muitos shows (2 ou 3 haha), mas eu amo escrever canções e esta banda tinha me dado uma chance para liberá-las, porque as músicas que eu escrevo tendem a não atender ao Sum 41. Todd e eu co-produzimos todas as músicas do Operation MD então sim, é ótimo fazer mais produção com isso também.

– Como vai ser para você e o resto da banda o restante de 2015? Qualquer coisa grande que devemos saber?

Cone: Estamos fazendo alguns festivais como o da Colômbia e de Quebec e existem algumas outras datas em obras, mas o principal é terminar o novo álbum, em seguida, sair em turnês em 2016.

—————————————————————————————————-

3° knac.com entrevista Cone:

– Na 30° edição de aniversário da AP Deryck Whibley foi muito aberto sobre sua internação que durou meses, devido à insuficiência hepática e renal, seus problemas de saúde ficaram muito críticos devido a uma luta com o alcoolismo e auto-medicação de dor devido a uma lesão nas costas. Você foi capaz de estar lá com ele durante esse tempo e depois que ele chegou em casa durante o processo de recuperação?

Cone: Eu pensava sobre isso o tempo todo. Deryck estava em Los Angels e eu vivo em Toronto e quando saímos da última turnê eu acho que nós não estávamos no melhor dos termos. Então, a gente teve tempo fora da banda e também levamos algum tempo para si. Quando isso aconteceu (hospitalização de Deryck) é que me veio a cabeça que isso vinha acontecendo em turnê por um longo tempo. O consumo excessivo de álcool foi ficando cada vez mais pesado. Quando a banda se juntava nós falávamos sobre isso pra ele, que depois da tour ele tinha que encontrar uma ajuda para tirá-lo disso.

Ele foi para o hospital depois que tinha ficado em casa por um ano e não tínhamos nos falado sequer uma vez desde o final da última turnê. E foi quando isso ficou realmente difícil. Um monte de emoções estavam correndo através de mim. Eu estendi a minha mão para ele, enquanto ele ainda estivesse em recuperação e, eventualmente, quando ele estava pronto para falar comigo, ele me chamou. Nós conversamos por três horas pela primeira vez em um ano e meio. Foi muito bom e ele parecia melhor.

Tom (Thacker) e eu voamos para visitá-lo em Los Angeles. Logo em seguida ele Deryck e eu jantamos em Toronto na época do Natal. Começamos a conversar cada vez mais e reconstruímos a nossa amizade. Nós realmente não falamos muito sobre a banda. Era mais sobre ser amigos novamente. Foi isso que fizemos por um tempo, então nós começamos a falar sobre a banda quando chegou a hora.

– Sum 41 tem algum material novo a caminho?

Cone: Sim, Deryck está trabalhando em novas músicas desde que saiu do hospital. Ele faz a mesma coisa com a gente todos os recordes. Ele vai gravar suas demos e, em seguida, enviá-las para a banda. Vou escrever as partes de baixo. Depois disso, já que ele está morando em LA, vamos voar para lá e trabalhar nas músicas todos juntos. Nós estávamos trabalhando em um novo material no mês passado e temos cinco ou seis canções quase terminadas. Isso não quer dizer que não vamos regravar algumas coisas. Estamos definitivamente trabalhando em novas músicas, mas eu não sei quando eles vão ser libertadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: